Adote um Amigo!

Noticias

Aumentar Fonte Diminuir Fonte

23/05/2012

Hachiko: A história que deu origem a “Sempre ao seu lado”

Sua Vida e História


Hachi-ko ou Hachiko (pronuncia-se HA-chi-ko) nasceu em Novembro de 1923 em Odate, na provincia de Akita, no Japão. 


No ano seguinte o professor Ueno trouxe ele para Tokyo.

Hachi-ko seguia o professor Ueno a todos os lugares. Ele acompanhava Ueno à estação de trem de Shibuya toda manhã e então retornava e esperava por ele toda tarde.

Mas um dia, em Maio de 1925, o professor Ueno não voltou. Ele sofreu um ataque fulminante enquanto trabalhava. Então a Senhora Ueno deu Hachiko a alguns parentes do professor, mas ele escapava constantemente, aparecendo com frequência na sua antiga casa.

Depois de um certo tempo, aparentemente Hachi-ko se deu conta de que o professor Ueno não morava mais ali. Então tornou a procurar na estação de trem onde o encontrara por diversas vezes antes. Dia após dia ele esperava pelo retorno do seu amigo e mestre entre os apressados passageiros.

A figura permanente do cão à espera de seu dono atraiu a atenção de alguns transeuntes. Muitos deles, frequentadores da estação de Shibuya, já haviam visto Hachiko e Professor Ueno indo e vindo diariamente no passado. Percebendo que o cão esperava em vão a volta de seu mestre, ficaram tocados e passaram então a trazer pestiscos e comida para alivar sua vigília.

Por aproximadamente 10 anos contínuos o devotado Hachi-ko retornava a estação de trem de Shibuya, mais precisamente no horário do desembarque do trem em que Ueno chegava, na esperança de encontrar seu mestre. 

Hachi-ko fez isto até a sua morte em 8 de Março de 1935.


 

Memória e Reconhecimento


 

 

Naquele mesmo ano, um dos fiéis alunos de Ueno viu o cachorro na estação e o seguiu até a residência dos Kobayashi, onde aprendeu a história da vida de Hachiko. 

Coincidentemente o aluno era um pesquisador da raça Akita, e logo após seu encontro com Hachiko, publicou um censo de Akitas no Japão. Na época haviam apenas 30 Akitas puro-sangue restantes no país, incluindo Hachiko da estação de Shibuya.

O antigo aluno do Professor Ueno retornou frequentemente para visitar o cachorro e durante muitos anos publicou diversos artigos sobre a marcante lealdade de Hachiko. 

Em 1932 um desses artigos, publicado num dos maiores jornais de Tóquio, colocou o cachorro em evidência. Hachiko se tornou sensação nacional. Sua devoção à memória de seu mestre impressionou o povo japonês e se tornou modelo de dedicação à memória da família. Pais e professores usavam Hachiko como exemplo para educar crianças. 

Um reconhecido artista japonês esculpiu a estátua do cachorro, e pelo país a fora a fama se espalhou e a raça Akita cresceu.

 

Todo ano em 8 de abril ocorre uma cerimônia solene na estação de trem de Shibuya, em Tóquio. São centenas de amantes de cães que se reúnem em homenagem à lealdade e devoção de Hachiko, fiel companheiro do Dr. Eisaburo Ueno, um professor da Universidade de Tóquio.

 


 

Restos Mortais de Hachi-ko


 

Os restos mortais de Hachi-Ko encontram-se sob a guarda do Museu Nacional da Ciencia do Japão em Ueno

Lá pode ser observado corpo empalhado de Hachi-ko (foto abaixo).

 


 

Fotos Históricas


 

Aqui reunimos algumas imagens históricas relacionadas Hachi-Ko.


 

 1 - Imagem de Hachi-ko e de sua estátua lado a lado para comparação.


 

 2 - Estátuas de Hachiko 

 


 

 3 - Esculturas em homenagem a Hachiko 


 

 4 - Hachiko esperando por seu mestre 


 

 5 - Foto histórica da estátua de Hachiko e de seu corpo no Museu. 

 

 Fonte: http://www.dogutti.pl


 

 6 - Imagem de Hachiko na estação de Shibuya. 


 

Livros


 

 

Filmes


 

Veja alguns cartazes de filmes sobre Hachiko. Entre eles o cartaz do filme de Hachiko com Richard Gere, "Sempre ao Seu Lado" e o cartaz do filme original que conta a história de "Hachiko Monogatari".


 


 

 

Fonte: http://www.canilyaruzo.com/a-historia-de-hachiko.htm

Procurar

Curtir

Dicas do Dia

Sal e temperos são verdadeiros venenos para os cachorros. Cachorros não devem comer comida de gente. Eles devem comer ração pura, ou comida especialmente preparada para eles (sem sal nem tempero), ou uma mistura das duas.

Nosso Selo

Adote um amigo! Ajude a divulgar esta idéia! Clique abaixo para copiar o código de nosso selo o código e colar no seu site/blog.

Colaboradores

Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros

Voltar ao Topo